Seguidores

A APARÊNCIA DE JESUS


As pessoas têm se preocupado tanto com aparências. O que vestir, o que falar, como se comportar. Posso ir a praia? Posso usar brincos? Posso usar camiseta? Posso usar uma bermuda? Aparências, aparências, aparências...

Jesus comeu em casa de fariseus.
Jesus curou o servo de um centurião romano.
Jesus perdoou uma adúltera, indo contra a lei que mandava apedrejá-la.
Jesus expulsou os mercadores do templo de forma nada discreta.
Jesus foi a uma festa de casamento, e quando faltou vinho, o fez surgir novamente.
Jesus perdoou um ladrão que estava sendo crucificado ao seu lado.
Jesus curou no sábado e comeu sem lavar as mãos.
Jesus não se defendeu quando foi acusado.
Jesus elogiou a atitude da mulher que lhe lavou os pés com lágrimas e os secou com seus cabelos.

Jesus fugiu de todas as regras de aparência por amor a nós. Porque a Igreja de Cristo hoje se preocupa mais com aparências do que com o amor ao próximo??
O que é certo ou não fazer não depende do que o mundo acha certo, ou mesmo do que a igreja acha certo.
A bíblia diz: "Tudo me é lícito, mas nem tudo me convém". Consulte sua consciência.
Todas as vezes que os padrões humanos são confundidos com "santidade ao Senhor", vem a apostasia, a confusão, a hipocrisia.
Um forte sentimento de frustração toma conta do meu coração, pois descobre-se que os anos a fio que se esforçou por mostrar santidade em roupas sociais, nem um pouco agradáveis num país de clima tropical, tudo foi em vão.

O amor ao próximo tem que estar acima de qualquer ponto de vista, o que, infelizmente, anda em falta no Corpo de Cristo. Julga-se o irmão por dançar durante um culto, ou fala-se mal da irmã que foi à praia, que usou uma calça-comprida (mesmo decente).
Não querem saber se o irmão está passando por algum problema, não se oferecem para orar juntos, não jejuam pelos irmãos, não buscam a palavra juntos. Apenas julgam. (Tiago 4:11).

Todos colocam em si mesmo o conhecimento da verdade, única e suprema, e que todos os outros estão sem santidade. Se esquecem que a única Verdade é Jesus Cristo, que além de ser A Verdade, é também o Caminho e a Vida. Nosso Deus não é Deus de confusão.
E o que se tem vistos nos lares e igrejas? Verdadeiras confusões, porque um quer usar uma coisa, outro acha que não pode, por isso e por aquilo. Discussões, desavenças, filhas fugindo de casa, etc...
Que cada cristão venha a meditar, não somente no seu jeito de se vestir, mas no seu jeito de andar e lidar com o seu próximo. E acima de tudo, que tenha bom caráter. Lembre-se: o mais importante não são as manifestações, mas os frutos do Espírito.
“Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns aos outros”.
(João 13:35)
Heberson Inácio.

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008


Nenhum comentário: